Sem-abrigo dá os seus últimos 20 dólares para ajudar esta rapariga, não esperava que isso mudasse a sua vida

Quando Johnny, um veterano sem abrigo gastos os seus únicos 20 dolares ele não estava a espera de nada em troca, mas este acabou por se tornar um investimento que lhe iria render muito só num mes

Kate McClure, de 27 anos, estava indo visitar um amigo no mês passado quando ficou sem combustível na Interestadual 95. Ela estacionou no acostamento, preocupada, até que um sem abrigo se aproximou.

O homem, Johnny Bobbit Jr, de 34 anos, disse a ela que não era seguro ficar ali e comprou gasolina com seus últimos US$ 20.



McClure prometeu que voltaria para pagá-lo e retornou ao local diversas vezes, levando dinheiro, comida e roupas para ele.

Ela voltou varias vezes aquele local para ajudar o bom samaritano que a ajudou no pior momento
“Eu tenho pasado varias vezes pelo local onde ele me ajudou, para devolver o dinheiro que me deu, dei-lhe um casaco, umas luvas, um gorro e meias para se aquecer e algum dinheiro sempre que lá passava”
“Uma ocasião levei-lhe umas barras de cereais e ele perguntou se eu queria uma”
Foi aí que Kate decidiu fazer algo mais para aquele bondoso homem.



Ela e seu namorado, Mark D’Amico, decidiram então lançar uma campanha online para arrecadar 10.000 dolares para o veterano e até agora já conseguiram mais de 350 mil dolares para o ex-técnico em munições. Cerca de 14 mil pessoas tinham doado dinheiro.

 

Johnny era técnico em munições na Marinha e antes de ficar sem abrigo era bombeiro e paramédico.



Kate McClure começou a campanha Gofundme.com no início deste mês, depois de ter ficado sem gasolina numa estrada e um sem-abrigo chamado Johnny Bobbitt Jr. se ter oferecido para caminhar alguns quarteirões para ir comprar combustível com os seus últimos 20 dólares.

A reacção dele ao ler nas noticias, que os seus novos amigos tinham iniciado uma campanha para arrecadar dinheiro para ele e quanto já tinham conseguido, foi incrível:


Até ao momento deste artigo a campanha no site GoFundMe já vai assim:

Partilhe para que campanhas como estas recebam mais ajudas!